Rede dos Conselhos de Medicina
CRM-ES vacina médicos com mais de 60 anos contra a Covid-19

Os médicos com 60 anos ou mais, que estão em atividade e que fizeram o cadastro no CRM-ES, foram vacinados segunda-feira (22), na sede do Conselho, em Bento Ferreira. A vacinação ocorreu em sistema de drive thru, o que garantiu mais segurança para os vacinados. Ao todo, foram vacinados 163 médicos.

“Médico vacinado é médico no consultório”, slogan do projeto de vacinação no Conselho, foi destacado pelo presidente do CRM-ES, Dr. Celso Murad. “Esse atendimento, em consultório, é muito importante para o paciente. E ele ficou comprometido com a pandemia. Muitos pacientes precisam desse atendimento rotineiro ou de continuidade, para manter os tratamentos em dia. A falta do atendimento em consultório pode provocar o estrangulamento do sistema de saúde, pelo agravamento de outras doenças, para além do Covid-19".

Alívio

O primeiro a ser vacinado, no CRM-ES, foi o médico do trabalho, Dr. Luiz Carlos Carvalho Guimarães, de 72 anos. Mesmo com o sistema de agendamento, ele quis garantir sua posição na ordem de vacinação e chegou às 7h10 (a vacinação começou às 8h). “Estou aliviado. A vacinação precisa ser feita”, disse o médico, logo após tomar a vacina, sem conter elogios à parceria envolvendo o Conselho e a Unimed Vitória, que disponibilizou pessoal e as tendas de atendimento. As vacinas, agulhas e demais itens necessários para o processo de imunização foram disponibilizados pela Sesa.

A oftalmologista Dra. Maria Elizabete, de 74 anos, disse estar ainda meio sem acreditar que finalmente tomou a vacina. “A vacina é sempre a melhor coisa para um caso desses”, referindo-se à pandemia da Covid-19.

A vacinação, programada em formato de agenda, ocorreu sem congestionamentos. Por intervenção do Ministério Público Estadual e do Tribunal de Contas do Espírito Santo, a imunização só pode ser feita nos profissionais que comprovaram a documentação exigida na Resolução Sesa nº 014/2021, datada de 12/02/2021:

I- crachá + declaração do serviço de saúde onde atua;

II- contracheque;

III- contrato de trabalho;

IV- carteira de trabalho.

Profissionais que tiveram PCR+ também não puderam se vacinar – a recomendação é para que só se vacinem após 4 semanas do dia do resultado do exame.

 A vacinação realizada na sede do CRM-ES foi feita em sistema de drive thru

O Dr. Luiz Carlos Carvalho Guimarães, primeiro médico a ser vacinado, hoje, na sede do Conselho, se diz aliviado

Para a Dra. Maria Elizabete, a vacina é o que há de melhor para enfrentar a pandemia

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner